Liderando a Inovação

Inovação está se tornando a palavra de ordem na grande maioria das empresas. Eu mesmo, no meu papel de líder de uma grande corporação, tenho sentido na pela a grande responsabilidade de liderar uma organização, e as pessoas por trás dela, rumo a inovação.

 

Ser um líder visionário, que consegue analisar os cenários futuros, traçar estratégias e, principalmente, guiar as pessoas na direção certa para chegar nesse futuro desejado, é uma tarefa verdadeiramente desafiadora.

 

Inovar é sinônimo de correr riscos, esse é o primeiro desafio que você irá enfrentar. Como se manter consistente enquanto embarca em uma montanha russa de desafios, sucessos e em alguns casos fracassos?

 

Para promover a inovação e estimular a sua equipe a trabalhar de maneira criativa e inovadora, o líder precisa ser capaz de oferecer para seu time inspiração, encorajamento, informações e estímulos a colaboração, para que juntos possam trilhar novos caminhos para o sucesso. Afinal, o processo de inovação exige muito trabalho duro, levando as pessoas a trabalharem no limite de suas habilidades e criatividade.

 

Durante o processo de inovação, o líder deverá assumir diferentes papéis, ou estilos de liderança, para garantir que a sua equipe acompanhe os movimentos e as mudanças necessárias para inovar, seja nos produtos, serviços ou processos da empresa.

 

O primeiro papel é o de Líder Visionário, neste caso o líder precisará assumir um estilo de liderança que move as pessoas em direção a um objetivo e visão compartilhados.

 

O Líder Visionário tem a capacidade de mostrar para a sua equipe aonde eles devem chegar, mas sem ditar qual será o caminho percorrido para chegar lá, ele apenas aponta a direção. Esse líder ajuda a equipe a nunca deixar de ver o quadro maior, a observar a floresta do topo. Ele mantém a equipe motivada e cria o ambiente propício para que novas ideias sejam geradas e para que cada individuo possa expressar sua opinião e correr riscos cálculos, indispensáveis para a inovação.

 

Ao mesmo tempo que o líder precisa assumir o papel de Visionário, ele também precisa Liderar pelo Exemplo. O Líder Exemplo dita o ritmo do trabalho e dos resultados a serem alcançados, mostrando para a equipe qual padrão de excelência e performance é esperado de todos, sendo exemplo do comportamento e da performance que espera da equipe.

 

O líder precisa encorajar a equipe a operar na sua mais alta performance, levando a si mesmo e a sua equipe a atingir seus limites, estimulando a todos com a dose certa de desafios, para que fiquem motivados. É preciso tomar cuidado com a dose de desafio e com o ritmo, para que não puxe demais e acabe por estafar e desmotivar a equipe, muitas vezes bloqueando o processo criativo, ao invés de estimulá-lo como gostarias.

 

Ser exemplo é algo constante na rotina do líder, mas essa dinâmica de ditar um ritmo de alta performance deve vir em pequenas doses, para não estressar a equipe.

 

Se por um lado o líder precisa “puxar” a equipe, por outro lado precisa apreciar e reconhecer o seu trabalho, portanto, um outro papel que o líder precisa assumir é o de Líder Colaborativo.

 

Esse é um líder que estimula e recompensa o trabalho em equipe, a colaboração e a ajuda mútua entre todos. Esse estilo unifica e fortalece o time. É uma maneira de liderar que ajuda o time a se recuperar de um período de stress e melhorar a sua comunicação.

 

Por fim, temos o Líder Mentor, é através desse estilo de liderança que o líder se concentra em oferecer oportunidades de desenvolvimento para a sua equipe, trabalhando individualmente com cada pessoa. Dessa forma, o líder consegue manter a equipe alinhada com a sua visão, ao mesmo tempo que desenvolve habilidades e talentos.

 

O Líder Mentor não é aquele que oferece repostas prontas para sua equipe, ele apenas a orienta e estimula as pessoas a pensarem de maneira crítica sobre todos os aspectos de um problema, articularem, desenvolverem e defenderem suas próprias conclusões.

 

Para promover a inovação o líder não deve simplesmente assumir um desses estilos de liderança, e sim, alternar os diferentes estilos de acordo com a situação e estágio de desenvolvimento do projeto.

 

Qual estilo de liderança vocês acreditam ser mais efetivo para cada estágio de um projeto de inovação?

2 comentários sobre “Liderando a Inovação

  1. Não sei se existe um estilo de liderança que seja mais adequado para cada estágio.

    Ser visionário e demonstrar essa visão à equipe se enquadraria no começo de um projeto de inovação, visto que se a equipe não tem clareza desse projeto de inovação desde o princípio, o projeto dificilmente vai sair do papel. No entanto, essa postura visionária deve permanecer até o fim do projeto pois é esse o fator motivador da ação.

    Ser exemplo para a equipe é um papel permanente do líder que é líder de verdade. Ou seja, a equipe tem que estar sempre ciente de que o líder trabalha e trabalha com afinco para atingir suas metas ou para desenvolver o projeto de inovação. Mas essa ciência tem de vir não das palavras do líder, e sim de suas ações.

    O reconhecimento do trabalho bem feito também é um papel permanente. Ai daquele que se acha líder mas está o tempo todo apontando erros e raramente reconhecendo o trabalho bem feito. Os erros devem ser corrigidos sim! Mas há que haver um equilíbrio entre reconhecimento e correção. E aqui junto ao reconhecimento e correção entra o papel de líder mentor.

    No fim das contas, talvez não seja bem uma questão de estágios do projeto de inovação, mas sim algo que depende do momento e da situação individual e coletiva no contexto do projeto.

    Abraço. =)

    Curtido por 2 pessoas

  2. Bom assunto Sérgio!

    Apesar da inovação ser algo simples seu processo é complexo. Simples, pois, a ideia, solução é simples, mas sempre genial. Penso que por isto sempre acompanha o comentário:
    “Ha! Mas, isto é obvio! Ideia simples! Como pode ser dado tanto valor, nisto?”

    Complexo é chegar nela, pois não está no lugar comum!

    Concordo com o Vinicius sobre o exemplo e reconhecimento serem parte do dia a dia de um líder e que o perfil visionário ser o ponto mais forte em um líder inovador, que lidera para a inovação!

    O líder que tem a “visão além do alcance” como característica mais forte leva a equipe a encontrar o Oceano Azul das oportunidades, mesmo estando no meio de um mar vermelho da alta concorrência e grande divisão de ganhos. Talvez este seja um líder de líderes!

    Nesta formação líder de lideres, vejo que a visão encontra a determinação numa rede de energia distribuída, porém maior que a energia total concentrada, no caso da formação com um único líder, e assim mais uniforme ao longo do tempo, que quase se perpetua neste caso.

    Grande abraço

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s