Grande líder

Um feedback, uma homenagem e uma lição de liderança

O post desta semana é muito especial e, em um primeiro momento, pode parecer unicamente um agradecimento. O que seguramente é. Mas para o leitor atento, é muito mais do que isso…

Nesta semana, depois de 11 anos excepcionalmente bem sucedidos como presidente à frente da FIAT e depois da FCA (Fiat Chrysler Automobiles) América Latina, o meu gestor, Cledorvino Belini passou o bastão. Felizmente para todos nós e para a indústria automobilística, ele segue conosco, agora como Presidente de Desenvolvimento América Latina, responsável pela área Institucional da FCA e também da FIAT Industrial (Iveco e Case New Holland), além das empresas financeiras do grupo.

Eu me lembro que eu estava na Michelin, como chefe de vendas de pneus de passeio de caminhonete, quando fui a um evento do setor e escutei uma apresentação do Belini. Fiquei maravilhado. Eu já tinha mais de 30 anos na época, mas pensei “este é o cara que eu quero ser quando crescer”. O Belini transpirava conhecimento, simpatia, humildade e carisma.

Anos depois, quando era Diretor-Presidente da Michelin na Grécia, recebi um convite para trabalhar como Diretor Geral da Case na América Latina. Braço agrícola do grupo FIAT. Na hora, me lembrei da apresentação do Belini e vislumbrei a possibilidade de trabalhar com ele um dia. Três anos depois, o próprio Belini me convidou, quando acumulava também a presidência da ANFAVEA, para que eu assumisse a Chrysler do Brasil.

Por que tanta rasgação de seda? Porque de 2011 para cá, tive a oportunidade de trabalhar com este verdadeiro craque! Se o Belini fosse americano, estaríamos lendo livros sobre a sua trajetória e sobretudo resultados ao longo de mais de 40 anos de profissão. Mas somos brasileiros. Vivemos em uma sociedade que supervaloriza o erro, do lado negativo, damos mais destaque aos problemas, aos maus-personagens da vida corporativa/empresarial/política do que aqueles que realmente fazem a diferença.

Como posso descrever o Belini? Começo com o que considero mais importante: como um sujeito completamente do bem. Honesto, inteligente, empreendedor, habilidoso. Como executivo? Simplesmente o melhor líder com quem trabalhei. Grande coach, formador de times excepcionais, motivador, exigente, visionário e sobretudo um vencedor.

Não tenho o menor constrangimento em dizer que tenho tido muita sorte ao longo da minha carreira (ainda que goste muito de uma frase do jogador de golfe Tiger Woods: “quanto mais eu treino, mais sorte eu tenho…”). Talvez a principal delas tenha sido trabalhar com ótimos líderes. Repito, o Belini, de longe foi o melhor deles.
Tenho falado muito sobre a JEEP. Saibam que o Belini é o maior responsável pelo sucesso da JEEP no Brasil. Assim como foi também pelo sucesso da FIAT e muitos anos antes, pelo da FIAT Allis (hoje CNH) no país.

Talvez esteja aí a sua maior grandeza: ele será o primeiro a discordar de mim e dar todo o mérito para as equipes que ele gerenciou.
Obrigado Belini. Obrigado por todos os ensinamentos. Obrigado por me tornar um executivo melhor. Obrigado principalmente por ser meu amigo.

Quanto à vocês, meus amigos leitores, como não é possível escolher os nossos chefes e líderes, escolham empresas que tenham uma cultura que permitam que estes líderes se desenvolvam e perpetuem novos líderes. Garanto para vocês que será uma aventura e um enorme prazer trabalhar com eles. Ou quem sabe, vocês se tornarão os próximos “Belinis” deste nosso país, líderes honestos, cativantes e que acima de tudo, que sabem desenvolver uma grande equipe, tornando a entrega de resultados excepcionais uma mera consequência de seu trabalho diário.

Anúncios

2 comentários sobre “Um feedback, uma homenagem e uma lição de liderança

  1. Mesmo não trabalhando com Belini, sou ligado ao mundo Fiat desde sempre e vi uma virada impressionante como empresa, gerando uma influência importantíssima para nosso país e outras empresas, inclusive de outros setores da economia. Uma guinada em um momento geral conturbado no Brasil e para Fiat mundial.
    Mostrou na prática que humildade, positividade, conhecimento, foco e liderança em resultados, convivem bem e geram resultados honestos.
    Um pouquinho da história deste grande profissional, pessoa e líder encontramos no livro a “A virada estratégica da Fiat no Brasil”.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s