Case Southwest

Como construir uma grande equipe

Durante toda a minha carreira, em todas as empresas que trabalhei, pude constatar um fato comum, grandes resultados duradouros são fruto do trabalho de uma grande equipe.

É importante salientar que grandes talentos trabalhando de forma isolada não formam uma grande equipe. Mais do que isso, não importa quão talentosos sejam os indivíduos de uma equipe, se eles não conseguirem trabalhar em conjunto e se não estiverem engajados em conquistar o melhor resultado para empresa, eles não formarão uma grande equipe.

É papel da liderança fazer com que esses grandes talentos isolados se tornem uma grande equipe e se sintam engajados com a cultura e o propósito da empresa, só assim eles conseguirão conquistar os melhores resultados.

Certa vez, ouvi Michael Beer, especialista em alta performance, falar sobre o case da Southwest Airlines em uma entrevista para HSM.

Em sua fala, Beer contou que a Southwest tem uma rota muito lucrativa voando entre São Francisco e Los Angeles e que a United Airlines, percebendo ali uma grande oportunidade de mercado, resolveu abrir a mesma rota.

Foi assim que United tentou competir com a Southwest, porém em 2 anos eles decidiram sair daquele mercado. Não puderam competir. A grande pergunta é: por que isso aconteceu?

Um dado importante para ser levado em consideração é que na indústria aérea, em rotas curtas, é preciso grande agilidade da equipe para que o avião fique pouco tempo em solo e sempre saia apenas 15 minutos depois que o passageiro está a bordo.

A Southwest é muito competente em fazer isso pois tem um time no qual todos trabalham em equipe e de forma colaborativa para que o avião decole o mais rápido possível.

O pessoal da manutenção, os comissários, os pilotos, todos são parte do time. Assim que os passageiros saem, os próprio pilotos começam a limpar o avião. Além disso, eles tem um coordenador que faz com que o pessoal da manutenção, os comissários e os pilotos trabalhem em grupo.

Já a United não tinha esse time. Os pilotos dela, por exemplo, nunca limpariam o avião, era abaixo deles.

Um grupo de pessoas, para se tornar uma grande equipe, precisa ter um objetivo compartilhado e garantir que todos se comprometam em atingir esse objetivo. Esse era o grande diferencial da Southwest: uma equipe comprometida.

O modelo de liderança de uma empresa influencia diretamente na formação de equipes comprometidas. A formação de uma grande equipe tem início no recrutamento e seleção, é papel do líder identificar pessoas que tenham sinergia com a cultura e com os valores da empresa.

Por exemplo, no caso da Southwest, os valores e o propósito da empresa estão diretamente relacionados com servir às pessoas. Todos os colaboradores compartilham desses valores e é por isso que eles conseguem fazer com que um piloto contribua na limpeza do avião, pois seu objetivo é sempre servir melhor seus clientes, independente da tarefa que esteja desempenhando.

Os líderes precisam ter em mente que o engajamento e alinhamento com a cultura da empresa não é algo negociável, é muito mais fácil desenvolver uma habilidade técnica do que criar engajamento com um valor com o qual a pessoa não se identifica.

É papel do líder estar atento ao alinhamento da sua equipe com a cultura e sempre ser um exemplo dos valores propagados pela empresa, isso irá engajar a equipe e fortalecer a conquista de resultados.

A sua equipe é engajada com os valores da empresa? Seus pilotos limpariam o avião para atingir melhores resultados?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s